Nota fiscal e cupom fiscal: entenda a diferença entre esses documentos

Nota fiscal e cupom fiscal: Entenda a diferença entre esses documentos

Nota fiscal e cupom fiscal: entenda a diferença entre esses documentos

No dia a dia do varejista, nota fiscal e cupom fiscal são termos que aparecem e merecem atenção.

Antes de tudo é importante destacar que para fins de recolhimento fiscal ambos têm a mesma funcionalidade.

Não saber a diferença entre esses tipos de documentos fiscais é perigoso para o varejista, pois o mal uso pode gerar problemas para a empresa, o Procon é rigoroso e exige que todas as lojas utilizem um sistema que oferece ao consumidor o cupom fiscal.

Então, é importante saber a diferença entre esses documentos para evitar problemas fiscais.

Vamos começar com a definição de ambos:
O que é nota fiscal?

A nota fiscal é um documento emitido por meio do sistema de gestão do estabelecimento comercial.

Nessa nota deve ser apresentado absolutamente todas as informações da empresa, do cliente, e em alguns casos da transportadora. O que está envolvido nessa operação comercial também deve ser apresentado nessa nota fiscal, a descrição completa dos itens, os detalhes financeiros da venda e as informações fiscais devem constar na nota.

Outros detalhes também precisam constar na nota, como o local e a hora da transação comercial.

O que é cupom fiscal?

O cupom fiscal é o documento emitido pela impressora fiscal, antiga máquina registradora.

O cupom fiscal serve para informar os detalhes básicos de determinada venda. Data, local, horário da compra, produtos envolvidos na transação (compra ou venda), valor do produto, desconto, e o troco, são as informações que constam no cupom fiscal.

Poucas informações e normalmente nenhuma relacionada ao cliente que adquiriu a mercadoria.

Você sabe o que é indispensável em seu PDV? Veja esse artigo do InfoVarejo.

Diferença entre nota fiscal e cupom fiscal

A principal diferença está na quantidade de informações, a nota fiscal é um documento mais completo, portanto servirá como garantia em possíveis trocas de produtos ou se houver a necessidade do consumidor ter que repassar o pagamento da compra para outra pessoa.

O motivo é que o cupom fiscal por não apresentar todas as informações sobre o cliente, está sujeito à fraude.

Mais praticidade com a Nota fiscal eletrônica

Atualmente é possível emitir uma NF-e, nota fiscal eletrônica o que facilita ainda mais o processo de registro de venda.

Todo o processo de emissão e de preenchimento é realizado digitalmente, o que agiliza esse processo e evita erros que podem ocorrer. A NF-e também é mais eficiente para evitar fraudes fiscais, pois é realizada por meio de um emissor fiscal e certificado digital seguro.

A nota fiscal eletrônica também assegura todos os direitos ao consumidor, pois contém todas as informações necessárias.

Veja este material gratuito do InfoVarejo com Tudo que você precisa saber sobre NF-e.

Evitar erros na hora de emitir o documento fiscal em sua empresa é fundamental para evitar problemas com o seu cliente e com o Procon. Sabendo as diferenças entre um cupom fiscal e nota fiscal e sabendo que você pode usar uma nota fiscal eletrônica, você conseguirá evitar que esses problemas afetem sua loja.

 

No Comments

Post A Comment