Gestão de estoque para pequenas empresas: 5 dicas

Gestão de estoque para pequenas empresas: 5 dicas

Gestão de estoque para pequenas empresas: 5 dicas

A gestão de estoque de uma loja, independentemente do tamanho, é fundamental para a obtenção de bons resultados.

Não investir em controle de estoque pode levar o microempreendedor a sofrer com prejuízos e falhas operacionais, que podem colocar em risco o funcionamento da loja. A gestão de estoque deve ser ativa e eficiente, favorecendo bom andamento de todos os processos dependentes do controle de estoque.

Para ajuda o varejista, preparamos 5 dicas para tornar a gestão de estoque eficiente:
1. Tenha um software de gestão

O software de gestão é a melhor ferramenta para o varejista controlar, não somente o estoque, mas toda a operação da loja. Automatizar o gerenciamento de informações dos processos é fundamental para que todos os sistemas trabalhem de forma otimizada e produtiva, garantindo o melhor desempenho.

É importante contar com um software que atenda às demandas da loja, suprindo todas as necessidades operacionais.

2. Conheça as especificidades da sua loja

Antes de tomar uma decisão sobre as mudanças gerenciais da empresa é preciso conhecer as necessidades essenciais da loja.

Mapear os processo, identificar gargalos, realizar pesquisas internas e externas, e principalmente, saber os detalhes sobre os produtos que serão vendidos, são informações que precisam estar claras, para que se possa criar uma estrutura empresarial que irá nortear a gestão de processo e inclusive a gestão de estoque do negócio.

Conhecendo as particularidades do negócio é possível saber como gerir o estoque de acordo com a demanda do consumidor.

3. Realize inventários periódicos

Para uma boa gestão de estoque é preciso saber exatamente o tipo e quantidade dos produtos que estão estocados.

O processo de contagem de mercadorias, o inventário, serve também para identificar falhas e problemas no estoque, portanto é importante para a organização e otimização do seu estoque. Com informações atualizadas o varejista ganha mais autoridade para tomar decisões para o futuro da empresa, como compras de mercadorias e a criação de ações promocionais.

O inventário de estoque deve ser realizado periodicamente, para que o controle esteja sempre atualizado.

4. Defina metas

É importante que a gestão de estoque também tenha metas, assim como as outras áreas da empresa.

O desempenho da equipe responsável pelo estoque deve ser avaliado, de forma que cada parte do processo ganhe importância e atenção necessária. Estabelecer metas também é importante para motivar os funcionários, lembrando sempre de deixar bem claro os motivos e os objetivos finais de cada meta estipulada.

Um bom começo é definir as metas com base na redução de erros e problemas de estoque da loja.

5. Ofereça treinamento aos colaboradores

A parte humana é essencial para o bom funcionamento da operação, é preciso oferecer condições para que os colaboradores possam exercer suas atividades e funções da melhor maneira possível, estimulando a alta produtividade.

No momento de implantar um software em sua loja é preciso pensar na interação entre esse sistema e a equipe.

Afinal de que adianta ter o melhor software do mercado e não ter colaboradores capazes de operar esse software?

Realizar uma gestão de estoque pode parecer difícil, porém seguindo alguns processos básicos se torna mais fácil conseguir sucesso.

Como toda melhoria, demanda de investimentos e de preparação. Porém, os resultados alcançados serão animadores e positivos para o varejista.

No Comments

Post A Comment